FORMAÇÃO CONTINUADA EM NEUROEDUCAÇÃO: PERCEPÇÃO DE DOCENTES DA REDE BÁSICA DE EDUCAÇÃO SOBRE A IMPORTÂNCIA DA NEUROCIÊNCIA NOS PROCESSOS EDUCACIONAIS

Geórgia Filipin, Liane da Silva de Vargas, Thaila Nunes, Pâmela Mello-Carpes

Resumo


Para entender como acontece o aprendizado é essencial que educadores tenham conhecimento a respeito do avanço do campo científico.  Neste artigo relatamos o desenvolvimento de um programa de formação continuada de profissionais da Educação Básica cujo objetivo foi discutir noções de neurociência aplicada à educação. O publico alvo foi formado por professores de Rede Básica de Ensino de Uruguaiana/RS. O curso oferecido foi gratuito e ocorreu em encontros presenciais (dividido em quatro módulos) com atividades à distância nos meses de outubro a dezembro de 2013. Para a avaliação do impacto das ações junto aos professores participantes foram elaborados questionários pré e pós-curso. Dezenove professores participaram do curso . Os professores afirmaram que o curso colaborou para a qualificação do processo ensino-aprendizagem e que a partir das práticas pedagógicas utilizadas nele começaram a incluir maior dinamismo às suas aulas e que as novas proposições foram baseadas no funcionamento do cérebro. Desta forma, percebemos que as ações de formação em neuroeducação beneficiaram os educadores, uma vez que eles tiveram acesso a informações diferenciadas que contribuíram para despertar o interesse dos alunos.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.33053/cataventos.v8i1.3935

Apontamentos

  • Não há apontamentos.